O que vale mais a pena? Comprar roupa cara ou barata?

Tenho certeza que já aconteceu com você:

Abre o guarda-roupa e percebe que precisa urgentemente de peças novas. O tempo mudou e você precisa de roupas da estação. Seja casaco pro frio, uma nova calça jeans, uma bota, pijama. Ou um biquini, um short, uma regata pro calor. E aí, você vai pro shopping e fica completamente perdida: de um lado preços exorbitantes, de outro magazines com modinha fast fashion.

E agora? O que vale mais a pena? Investir em peças caras e ferver o cartão de credito por uns meses, ou apostar em peças baratinhas, muitas vezes, de qualidade duvidosa?

o que comprar

Resposta: OS DOIS , se você comprar de forma consciente.

Invista mais valor em modelos clássicos e de muita qualidade. (Atenção: clássico é diferente de básico, que é diferente de vintage, que é diferente de retrô. Pois é… É complexo o negócio. Dá uma olhada nesse artigo: Clássico X Vintage X retrô). Aposte menor valor por peças sazionais, de moda, com mais conceito, que ficam datadas e que não precisam durar para sempre.

Vou dar um exemplo democrático (e bem real aqui em casa) :A calça jeans.

Você precisa de uma calça jeans perfeita, (tem artigo sobre jeans perfeito também) que te deixe com aparência de ser mais alta, com menos gordurinha na barriga, com bumbum bonito … Ou … Você quer uma calça boyfriend, descolada, com barra virada, cós baixo, largona pra usar num look casual e descontraído?

Reparou que na primeira situação eu usei a expressão: “você precisa” e na segunda “você quer”?

-Quando você precisa de uma calça de qualidade, tecido bom, corte perfeito, que deixa qualquer blusinha barata parecendo incrível, vale muito a pena ferver o cartão. Só não vale a pena pagar caro se a peça não te oferecer nada disso.

Alerta: Se as gordurinhas explodem quando você veste, e o cofrinho aparece quando senta. Não vale a pena nem se for barata. Mas se veste bem, o tecido é medio, a costura não é de nenhuma maison, mas tem o estilão que você quer pra já, então pague pouco.

Entenda mais como avaliar qualidade de uma roupa.

A compra consciente reduz tanto a culpa de ter um monte de coisa no armário e nada pra vestir, quanto a culpa de pagar altas prestações pelo que não precisa. Bora praticar!

Você também pode gostar