Como entender as instruções da etiqueta interna das roupas

Antes de cortar aquele pedacinho de tecido, que traz um certo incomodo na hora de vestir, aprenda como entender as instruções da etiqueta interna das roupas e a sua utilidade (sim, ela é útil de verdade!)

A etiqueta interna, ou etiqueta de composição, como é tecnicamente chamada, é um item obrigatório nas roupas desde a década de 60. Ela traz informações sobre os tecidos utilizados na confecção da peça e como deve ser feita a manutenção do material com o intuito de preservá-lo e proporcionar maior durabilidade.

Essas informações são tão importantes que existe uma fiscalização específica nos comércios, realizada pelo IPEM – instituto de peso e medidas. Em caso de irregularidade na etiqueta, a loja pode ser multada e as peças recolhidas.

Na etiqueta interna deve conter as informações:

  • Nome e CNPJ da marca – Nem sempre é de quem fabrica, mas de quem está comercializando, o que é péssimo. Caso a legislação obrigasse as marcas a portar nas roupas o CNPJ da empresa que confeccionou as peças, talvez seria mais fácil mapear a cadeia têxtil e chegar com mais facilidade em oficinas que mantém trabalho escravo, por exemplo. (mas essa é uma outra história. Dá uma lida nessa artigo –> Como as roupas nascem?)
  • País de origem – Informação relevante pra quem quer consumir de forma mais consciente, apoiando a economia e trabalho local evitando comprar peças fabricadas em países onde existe exploração de trabalho escravo, infantil, etc… Atenção, independente de onde a peça foi fabricada, a etiqueta precisa estar no idioma praticado onde etá sendo comercializada. Se você comprar uma peça e não for capaz de ler as instruções internas, denuncie.
  • Composição dos tecidos presentes na peça  – Onde você descobre se sua roupa é de fibra natural, sintética ou artificial. (Saiba sobre como isso impacta na qualidade da sua roupa -> Como saber se a roupa é de qualidade? ) Se o tecido for de composição mista, as fibras devem ser indicadas em ordem percentual, por exemplo:  90% viscose 10% elastano. E no caso da peça apresentar materiais diferentes, como detalhe ou forro, devem ser indicados separadamente, na etiqueta.
  • Instruções de tratamento e cuidados para melhor conservação da peça, que pode ser composta só por texto ou só símbolos, ou ambos. Em tamanho claro e legível.
  • Indicação de tamanho: Aí rola outra questão polêmica, já que cada marca põe o número que quer e não temos muitas referências do que é um tamanho P ou um 38.

Nesse artigo vou aprofundar mais especificamente nos símbolos da etiqueta interna. São essas as instruções que causam mais dúvida e são exatamente elas que nos garantem uma boa manutenção da peça, orientando a melhor forma de lavar, passar. Ou até mesmo, de não lavar e não passar, dependendo do material.

Como entender as instruções da etiqueta interna das roupas

Podemos começar entendendo os símbolos principais, de uma maneira simplificada:

  • tigela de água é sobre lavar,
  • triângulo sobre alvejar,
  • quadrado vazio sobre secar ao natural,
  • quadrado com círculo dentro sobre secar à máquina,
  • ferro é sobre passar (esse é o mais fácil, não é?)
  • círculo sobre limpar à seco.

Agora acrescentamos alguns códigos

  • pontos = temperatura (quanto mais pontos, maior a temperatura)
  • traços = suavidade do procedimento (quanto mais traços mais delicado)

Não ficou muito mais fácil entender as instruções da etiqueta interna das roupas?

Deixe seu comentário lá embaixo! Isso me ajuda a escrever mais coisas interessantes para você.